Chafariz de São Marcos








Castelo Branco, Junho de 2017

O chafariz de São Marcos, no largo com o mesmo nome, data do século XVI e enquadra-se nos estilos manuelino e maneirista. Tem gravadas, na pedra, as armas do rei Dom Manuel I, a esfera armilar, flores-de-lis e a Cruz de Cristo. Está classificado como Imóvel de Interesse Público.

Um São José de azulejos T2:3








Portalegre, Maio de 2017


Alegrete (Portalegre), Maio de 2017






Portagem (Marvão), Junho de 2017


Porto, Outubro de 2010 (recuperado de uma fotografia à distância)

Caras do coração (5)


Marvão, Outubro de 2016








Sotavento algarvio, Agosto de 2016

Aguarelas












Sotavento algarvio, Agosto de 2016

#TBT: Tróia, 2005


Tróia (Grândola), Agosto de 2005

Memória de um dia de praia.

A água em todas as fontes (3)










San Pedro (Valencia de Alcántara, Espanha), Maio de 2017

Coreto (3)




Castelo de Vide, Junho de 2017

O coreto de Castelo de Vide data de 1904.

Alminhas (5)


Portagem (Marvão), Junho de 2017

Mais alminhas: 1 | 2 | 3 | 4

Papa-unescos (XIII)


Rokuon-ji, mais conhecido como Kinkaku-ji, o Templo do Pavilhão Dourado,
Quioto (Japão), Agosto de 2004


(42) Monumentos Históricos da Antiga Quioto

É claro que quem vai a Quioto não deixa de visitar os seus locais mais bonitos, classificados pela UNESCO em 1994. Templos, santuários, jardins de grande beleza e imponência que evocam a antiga capital imperial, que o foi de 794 a 1868. Os monumentos são muitos e estão espalhados por diversas zonas da cidade e arredores. Creio que não chegámos a visitá-los todos, mas uma parte significativa.











Vista de cima (série Robinson #8)


Portalegre, Dezembro de 2009

Do miradouro de São Cristóvão, no ano em que a produção fechou.